Meus ossos já não suportam mais a carcaça podre dos teus delírios. Poesia escrota e incoerente corre em minhas veias.
Sou o poeta, o mártir, o infinito, o universo e as estrelas.
Estou em cada ponto cego do teu campo de visão.
Sou a essência da tua dor, o teu desgosto e tua vaidade.
Sou teu caso mal resolvido, um velho amigo.
Não abandono teus pensamentos, nem te deixo esquecer.
Decreto a partir de hoje meu estado de loucura. Passei meu aniversário no chão frio do banheiro numa posição fetal bem debaixo do chuveiro. Lembro que me senti velho, inútil, pequeno, cansado e sozinho. Fechei os olhos e chorei, senti a dor e o peso de mim. Passaram-se sete meses e tudo que vejo no céu são luzes artificiais. Parei com a bebida e os remédios já não fazem mais efeito. Não tenho no que me agarrar. Devo ser uma espécie de erro no sistema. Um paradoxo. Exato, não passo de um equívoco de quase duas décadas, um ser de mente arruinada que nunca teve motivos para derramar uma lágrima de felicidade. Uma criança perdida sem pais, sem paz. Gostava de me perder e morri pouco a pouco quando fui esquecido, esquecendo. Festas perderam a graça, pessoas eram chatas, os amigos não existiam. Suicídio é não ser lembrado. Assim como o dia cede lugar a noite repentinamente, perdi minha crença. Me enfiei num buraco tão profundo e escuro de mim que não há mais saída, a porta se fechou. Deixei de existir.

Sereno. Introspecção.  (via sereno)

(via sereno)

Por exemplo: em uma sala de aula no colégio, uma discussão sobre se é certo ou não matar criminosos nunca aconteceria, mas se acontecesse, todos diriam: ”Não podemos fazer isso” e fingiriam ser boas crianças, é claro, essa a resposta é politicamente correta. Em público, as pessoas precisam manter esse tipo de fachada.

Death Note.  (via luzdoluarr)

(Fonte: erronizar, via luzdoluarr)

É mais fácil ficar sozinho. Porque, e se você descobrir que precisa de amor, e depois não o tiver? E se você gostar e depender dele? E se você modelar sua vida toda em volta dele, para então ele acabar? Você consegue sobreviver a tamanha dor? Perder amor é como perder um órgão. É como morrer. A única diferença é que a morte acaba. Isto, pode durar para sempre…

Grey’s Anatomy.  (via readaptavel)

(Fonte: procenio, via readaptavel)

Não era má, aquela garota. Tinha uma visão um tanto melancólica de si mesma. Usava vestidos e salto alto. E tinha belas canelas. Eu não sabia direito o que ela esperava de mim. Não queria que ela se sentisse mal. Beijei ela. Sua língua era longa e fina e ficava se contorcendo na minha boca. Parecia um lambari. Tudo era tão triste, mesmo quando as coisas davam certo.

Charles Bukowski. (via desancorei)

(Fonte: classificar, via desancorei)

Adolescente é buzinado dia e noite: tem que estudar para o vestibular, aprender inglês, usar camisinha, dizer não às drogas, não beber quando dirigir, dar satisfação aos pais, ler livros que não quer e administrar dezenas de paixões fulminantes e rompimentos. Não tem grana para ter o próprio canto, costuma deprimir-se de segunda a sexta e só se diverte aos sábados, em locais onde sempre tem fila. É o apocalipse. Felicidade, onde está você?

Martha Medeiros.  (via cinzasdeanjo)

(Fonte: c-a-n-a-r-i-o, via cinzasdeanjo)